Entrar | Cadastrar
Notícias
Danças Circulares na mídia. Acompanhe as notícias das atividades do movimento no Brasil.
O Brasil dançou pela Paz e pelas Árvores em setembro
Publicado em: 05/09/2017 dancacircular.com.br
No mês em que se comemora o Dia da Paz e o Dia da Arvore, todos os focalizadores e dançantes do Brasil e do mundo foram chamados a se unir a esta intenção de paz, cuidado e preservação. Dezenas de rodas de Dança Circular formaram-se nos diversos estados brasileiros no dia 03 de setembro (domingo)

Em meio a noticias de violência e corrupção outros caminhos são possíveis. Caminhos de paz, união, compreensão e comunhão entre todos os povos. É nisso que acreditam os focalizadores e dançantes que compõem o chamado Movimento de Danças Circulares Sagradas, formado por uma rede de milhares de pessoas de todas as idades, crenças, conhecimentos e raças, que se unem em círculos para dançar de mãos dadas.

No mês em que se comemora o Dia da Paz e o Dia da Arvore, todos os focalizadores e dançantes do Brasil e do mundo foram chamados a se unir a esta intenção de paz, cuidado e preservação. Várias rodas de Dança Circular pela Paz formaram-se nos diversos estados brasileiros no dia 03 de setembro (domingo). Algumas ainda serão feitas em outras datas.

Além do repertório escolhido por cada roda, foi escolhida como dança-ancora a “Dança do Agradecimento”, coreografia de Bernhard Wosien.

CIDADES/ESTADOS QUE ENVIARAM FOTO DE SUAS RODAS PELA PAZ e PELAS ARVORES

VEJA O ÁLBUM COLETIVO!

Adamantina-SP, Americana-SP , Araraquara-SP, Belém-PA, Chapada dos Guimarães-MT, Floripa-SC, Jaraguá do Sul-SC, Manaus-AM, Maricá-RJ, Petrópolis-RJ, Piracicaba-SP, Porto Alegre-RS, Porto Feliz – SP, Ribeirão Preto – SP, Santarém-PA, Santos-SP, São Luís-MA, São Paulo- SP, São Roque-SP, São Vicente-SP, Sorocaba – SP, Taubaté- SP, Vinhedo-SP, Vitória – ES.

SOBRE O MOVIMENTO DE DANÇAS CIRCULARES SAGRADAS

O movimento intitulado Danças Circulares Sagradas nasceu com o coreógrafo alemão/polonês Bernhard Wosien quando, em 1976, visitou a Comunidade de Findhorn, no norte da Escócia e pôde ensinar, pela primeira vez, uma coletânea de Danças Folclóricas para os residentes, com o propósito de re-ligar o ser humano através desta meditação em movimento que convida a uma conexão profunda com o que é essencial.

De Findhorn até os dias atuais é notável a expansão das Danças Circulares, principalmente no Brasil, que acolheu este movimento no início da década de 90. Ao longo das últimas décadas, o Brasil foi incorporando às danças tradicionais novo repertório de danças étnicas, clássicas e contemporâneas, honrando as raízes e expandindo, formando centenas de focalizadores que têm semeado rodas em parques, escolas, universidades, hospitais, órgãos públicos, ongs, comunidades e instituições dos mais variados segmentos.

DANÇAS CIRCULARES SAGRADAS

Dançar em roda é uma das práticas mais antigas da humanidade. As Danças Circulares Sagradas, ou Danças dos Povos, resgatam essa prática ancestral, através de músicas e danças regionais e folclóricas dos diversos povos, conectando as pessoas de forma lúdica e harmoniosa. As danças podem ser simples e de fácil aprendizado, não tendo necessidade de experiência anterior para participar desses círculos.

O principal enfoque na Dança Circular não é a técnica e sim o sentimento de união de grupo, o espírito comunitário que se instala a partir do momento em que todos, de mãos dadas, apoiam e auxiliam os companheiros. Assim, ela é indicada para pessoas de qualquer idade, raça ou profissão, auxiliando o indivíduo a tomar consciência e cuidar de seu corpo físico, acalmar seu emocional, trabalhar sua concentração e memória, além de entrar em contato com uma linguagem simbólica.

A atividade é recomendada para aliviar estresse e promove em poucos minutos de dança uma sensação de bem estar, alegria e relaxamento. Ao mesmo tempo em que pode ser vista apenas como uma atividade lúdica e de lazer, é também um exercício que traz profundidade e espiritualidade, gerando um sentimento de pertencimento e conexão interior.

Notícias recentes
Em Santarém, idosos apostam em dança circular para melhor qualidade de vida
Conversa Circular com Renata C. Lima Ramos
DANÇA CIRCULAR EM VILHENA
"Na Dança sagrada, como oração e conversa sem palavras com Deus, o bailarino encontra o recolhimento."
Bernhard Wosien
Rede Sociais