Entrar | Cadastrar
Artigos
Textos, monografias e materiais didáticos no universo das Danças Circulares Sagradas.
Minha reflexão sobre as DANÇAS CIRCULARES SAGRADAS.
Após ter de explicar diversas vezes que eu não tinha o meu grupo de dança comecei a pensar o que exatamente representa o Movimento das Danças Circulares Sagradas.
Publicado em: 23/09/2014
Por: Monica Baliu

Diversas pessoas vieram durante os eventos de dança do dia 21 de setembro, Dia Mundial da Paz, me perguntar de que grupo nós somos, e eu respondia "do grupo das Danças Circulares Sagradas", elas insistiam "mas de onde vocês são?"...

E essa é a beleza desse movimento, nós não somos de lugar nenhum e somos de todos os lugares, não temos um único líder e sim diversas pessoas que admiramos e respeitamos. Não temos as mesmas expectativas e nem um único modo de pensar, mas respeitamos toda essa maravilhosa diversidade.

É claro que algumas coisas incomodam, há conflitos de interesse e divergências de opinião. Mas o interessante é que tudo isso é visto e trabalhado em nós e na relação com um enorme respeito e afeição.

Temos diferentes grupos e diferentes histórias, mas quando um de nós - indivíduo ou grupo - resolve propor algo maior utilizando as Danças Circulares, todos os grupos se unem em prol dessa causa, porque, sobretudo, somos do Grupo das Danças Circulares Sagradas.

ADORO PERTENCER AO GRUPO DAS DANÇAS CIRCULARES!

 

em tempo: originalmente coloquei esse post na minha página do Facebook que recebeu diversos e profundos comentários que enriqueceram em muito essa minha reflexão, é uma pena que não possa compartilhá-los por aqui.  Minha sugestão é que, se possivel, essas pessoas adicionem seus comentários aqui também. =0)

 

 

Outros artigos recentes
30/12/2017
O simples é o mais alto grau da sofisticação
Por: Sergio Naguel
20/11/2017
Solidéu e Nigun: será que têm lugar comum com o centro das rodas?
Por: Tatiana Gorenstein
16/10/2017
Meu amor de longe - Dança Circular
Por: Marcela Santos
21/08/2017
A dança como componente curricular nas escolas municipais de Ibirite
Por: RAFAELA MARTINS SEDLMAIER MEDEIROS
"O objeto da meditação deve ser movimentado. Na alma, através de exercícios contínuos o caminho da meditação leva de dentro para fora."
Bernhard Wosien
Rede Sociais